Muitas pessoas tem o desejo de conhecer outro país, novas culturas, mas depara-se com os custos elevados. Claro que você vai ter algumas despesas que não tem por onde fugir, mas mesmo essas é possível economizar.

Conhecer o Chile pode ser tão ou até mais acessível que visitar alguma praia no nordeste brasileiro, por exemplo.

Aqui vamos trazer algumas dicas para você seguir e economizar muito em sua viagem.


 Confira as dicas para economizar em Santiago do Chile


Planejamento

Documentação

Seguro Viagem

Transporte

Hospedagem

Alimentação

Passeios


Planejamento

Tudo começa com um bom planejamento. SEMPRE!

O primeiro passo é ver quantas pessoas vão com você nessa aventura. Afinal dividir o quarto com alguém pode ser mais acessível, do que reservar um hotel sozinho.

Outro ponto que podemos destacar com relação ao planejamento é referente a data que você pretende conhecer a capital Chilena.

Se você tem o desejo de conhecer a neve, saiba que essa é uma das épocas mais caras, afinal é temporada de inverno, quando o Chile recebe centenas de turistas de diversas partes do país.

Mas não desista por isso! Mesmo no inverno você pode economizar.

Tenha uma planilha com o que você precisa pesquisar:

- Hospedagem, voos, transporte dentro da cidade, passeios, roupas que precisa levar, mala, são alguns dos itens.


Documentação

Como para visitar o Chile os brasileiros não precisam de passaporte nem de visto, você já economiza! Afinal para tirar um passaporte tem um custo, além da emissão do próprio documento, tem toda a questão de deslocamento e papelada.

Só precisa ficar atento quanto a data de emissão do RG, para entrar no Chile- assim como em outros países do Mercosul- você precisa ter o RG com até 10 anos.


Seguro Viagem

Se você vai visitar o Chile pode incluir o seu seguro viagem, isso porque no Chile não existe serviço de saúde como no Brasil, lá você tem que pagar para receber qualquer tipo de atendimento, então é melhor prevenir. Aqui é um item que não compensa economizar um pouco e ficar descoberto.

Além disso você ainda garante em caso de acidentes, extravio de bagagem, entre outros itens.


Transporte

Comprar a passagem com antecedência de pelo menos 5 meses, ajuda a encontrar boas opções. Existem vários buscadores que podem te ajudar nessa missão.

Colocamos a mala como um item que você pode economizar, pois hoje em dia existem diversas empresas low cost operando, e com isso, você consegue uma redução na passagem, em contrapartida você paga para despachar a mala.

Então você pode economizar com uma mala de bordo, por exemplo.


Transporte dentro da cidade

Existem algumas opções para você chegar do aeroporto até o seu hotel.


Táxi

Transfer compartilhado

Transfer privado

Ônibus


A cidade de Santiago possui o sistema e metrô que interliga praticamente toda a cidade.

Se você está sozinho, uma opção é o ônibus que sai do aeroporto até as estações de metrô.

Você ainda pode optar pelo transfer compartilhado, transfer privado ou táxi – esse último mais caro e não recomendado para os turistas, já que muitos cobram o valor que querem, sem se preocuparem com os taxímetros.

Vale destacar também que muitas empresas oferecem o transfer gratuitamente quando você fecha um pacote de passeios, pode valer a pena dar uma pesquisada.


Hospedagem

Aqui a economia torna-se mais interessante. Visto que existe uma variedade de opções para você ficar no Chile. Se for ficar em Santiago, saiba que a capital conta com uma repleta rede de hotéis e você pode escolher por bairros ou comunas como são chamadas as regiões, de acordo com seus gostos.

Há várias opções de Hostels, quartos compartilhados, apartamentos inteiros, hotéis luxuosos e hotéis mais simples. A hospedagem tem para todos os gostos.

Os hostels são indicados para mochileiros, casais mais descontraídos que topam dividir quartos ou mesmo que o foco principal não é o luxo e as comodidades de um hotel.

Aqui os valores vão depender de quantos dias pretende ficar, quantas pessoas, região, data, e claro, o conforto de cada estabelecimento.

Outra dica é pesquisar no aplicativo Airbnb.O Airbnb oferece opções que podem agradar o bolso do turista.

Em Santiago também tem vários apart hotéis, que se você estiver viajando em família pode ser uma boa opção, assim tem todo o conforto de um hotel com arrumadeira, café da manhã e mesmo assim tem sua própria mini cozinha, caso queira preparar um lanche rápido.


Alimentação

Muita gente fala que comer no Chile é caro. Podemos comparar com as grandes capitais do Brasil. E claro, com o tipo de comida que vai querer.

Então tem opções desde lanches, fast food a refeições completas em restaurantes renomados. Os mais famosos e que estão nas listas dos turistas, com certeza tem os preços mais elevados.

Mas mesmo em restaurantes conhecidos é possível fazer economia. Aqui você tem uma opção chamada Menu del Día que é mais em conta e diferente de um lanche é uma refeição completa: entrada, prato principal, sobremesa e bebida.

Para comer no Chile o valor varia de $ 1.500 pesos (uma empanada) a $ 15 mil pesos prato completo. Em média R$ 8 reais uma empanada e 88 reais a refeição.

Em média pode reservar $ 10 mil pesos para cada refeição. Uns R$ 60 reais. Podendo ser mais ou menos, claro!

Outra dica é buscar aplicativos que oferecem descontos na alimentação. Sempre tem alguma promoção rolando.


Passeios

Aqui tem para todos os gostos e bolsos.

Santiago é uma cidade recheada de parques e museus, sendo a maioria deles com entrada grátis.

Parques com entrada grátis em Santiago

Parque Araucano

Parque Florestal

Parque Bicentenário

Parque Metropolitano

Cerro San Cristóbal

Cerro Santa Lucía

Parque Quinta Normal

Parque Balmaceda

Parque O’Higgins


Museus com entrada grátis em Santiago

Museu Nacional de Bellas Artes

Palácio de la Moneda

Museu de Arte Contemporânea

Museu da Memória e dos Direitos Humanos

Museu Nacional de História Natural


Há ainda o serviço de tour guiado no Centro Histórico de Santiago, oferecido pela Prefeitura, que pode te trazer uma economia para o bolso.

Troca de Guarda

A Troca de Guarda é um evento que com certeza você deve assistir. Ele acontece a cada dois dias e depende do mês pode acontecer em dias pares ou ímpares, só checar o seu mês e ver em qual dia vai prestigiar a solenidade.

Aproveite para fazer uma visita guiada no Palácio La Moneda, também é de graça, mas precisa agendar com antecedência diretamente no site do governo.  

https://visitasguiadas.presidencia.cl/

Vinícolas


O Chile é repleto de vinícolas, então pode reservar uma grana para conhecer e degustar excelentes vinhos. Aqui você pode contratar uma agência de turismo que vai se encarregar de tudo, transporte, entrada nas vinícolas e te deixar na porta do seu hotel em seu retorno, ou fazer por conta própria e economizar uns trocados.

Aí você precisa ver o metrô e o transporte para a vinícola que pretende conhecer. 


Veja só esse video que fizemos na Concha Y Toro



Estação de Esqui


Se você está visitando o Chile na temporada de inverno, com certeza vai visitar uma estação, mesmo que não vá esquiar.

Aqui o indicado, sem dúvida, é contratar uma empresa para te levar até a estação. Afinal, não é qualquer um que tem experiência de dirigir pelas curvas sinuosas da Cordilheira e está preparado para qualquer imprevisto.

Mesmo nas estações é possível economizar no ingresso.

Existem diversas promoções que as estações oferecem. No Parque Farellones, por exemplo, cliente Visa, pagando com o cartão, tem 50% de desconto às quintas-feiras e nos outros dias é possível economizar até 15%.

Já o cartão Mastercard tem parceria com o Valle Nevado e você pode conseguir descontos de até 25% em restaurantes e aluguel de equipamentos.


Passeios com agências

Já para conhecer outros pontos como Viña del Mar e Vaparaíso, Cajon del Maipo, Montanhas o ideal é sempre buscar uma agência, além de toda a experiência para te levar aos locais, eles são os especialistas no assunto.

Uma dica também é fechar um pacote, normalmente as empresas oferecem descontos para quem fecha diversos passeios ou ainda em família.

Pesquisa, converse com várias empresas e o mais importante busque indicações e referências da empresa. Isso vai te trazer mais tranquilidade, afinal você está em outro país e não quer ter nenhum tipo de problema.

Veja como aproveitar o máximo desse passeio de neve:


Veja outros artigos importantes 


.     


Não esqueça do Seguro Viagem!

Uma dica importante é sempre pensar de ter um seguro para a sua viagem, assim se acontece algum imprevisto a sua viagem nao vai por agua abaixo.

E você pode adquirir esse seguro com preço incrível economizando muito.


Solicite atendimento do consultor