O que fazer em Santiago do Chile: pontos turísticos imperdíveis
 
  • +56 9 8205 0413 (CL)
  • +55 11 3090-3650 (BR)

O que fazer em Santiago do Chile: pontos turísticos imperdíveis





O que fazer em Santiago do Chile

Aqui vamos trazer um guia completo de pontos turísticos que você pode conhecer quando estiver visitando a capital Chilena.

São muitas opções e você vai precisar definitivamente fazer um roteiro e de acordo com os dias de sua estadia definir os que mais te atraem.

Santiago é repleta de museus, artes, histórica, cerros, parques, shoppings e literalmente tem opção para todos os gostos e bolsos.

Vamos trazer algumas sugestões.

Basta selecionar as que quer conhecer e conte com a gente!

Museus de Santiago do Chile

A capital chilena é repleta de história, cultura, arquitetura e se você gosta vai ficar encantado com as opções que Santiago oferece. Muitas delas com entrada grátis.

Além disso, são várias exposições itinerantes que a cidade recebe ao longo do ano.

São mais de 20 Museus espalhados pela cidade, então não tem como conhecer todos em uma viagem de poucos dias.

Mas você pode escolher o que mais se aproxima com seus gostos pessoais.

Vamos dar alguns nomes de museus e trazer detalhes dos mais visitados.

  • Museu de la Memoria
  • Museu Interactivo Mirador
  • Museu Nacional de Bellas Artes
  • Museu Nacional de História Natural do Chile
  • Museu la Chascona
  • Museu Chileno de Arte Precolombino
  • Museu Ferroviario
  • Museu de Ciência e Tecnologia
  • Museu de Arte Contemporáneo
  • Museu Histórico Nacional
  • Museu Violeta Parra
  • Museu Numismático
  • Museu de Artes Visuais
  • Centro Cultural Gabriela Mistral
  • Museu da Solidariedade Salvador Allende
  • Museu da Ciência e Tecnologia
  • Museu Paleontológico do Chile
  • Museu do Colo-Colo
  • Museu Masónico
  • Museu Histórico e Militar do Chile

Museu de la Memoria y los Derechos Humanos

O Museu de la Memoria y los Derechos Humanos é ideal se você gosta de história e política. Agora se está com crianças, não é um lugar muito legal, por trazer muita tristeza, principalmente nas histórias das vítimas e dos familiares que tiveram seus direitos humanos violados.

Afinal o museu reúne em seu acervo fotos, vídeos e diversas atividades interativas dedicadas às vítimas do regime militar lideradas por Augusto Pinochet – que governou o Chile entre 1973 e 1990.

Serviços

  • Entrada gratuita
  • Horário de funcionamento: terça à domingo, das 10h às 18h
  • Em janeiro e fevereiro, até às 20h
  • Endereço: Matucana 501, Santiago, Región Metropolitana, Chile
  • Localização: ao lado da estação de metrô Quinta Normal e do parque que leva o mesmo nome da estação

Museu Nacional de História Natural do Chile

Com uma arquitetura fantástica, o Museu Nacional de História Natural (MNHN) é um dos três museus nacionais do Chile, juntamente com o Museu de Belas Artes e o Museu Histórico Nacional.

O museu é um dos mais antigos museus de história natural da América do Sul. Foi fundada em 14 de setembro de 1830 e traz exposição de fósseis, esqueleto de baleia, mostra com detalhes a fauna e a flora de todas as regiões chilenas.

Hoje, o Museu conta com dezenas de exposições permanentes e temporárias, como a Chile Biogeográfico, que conta sobre a origem do universo e o ecossistema do território do país.

Serviços

  • Entrada gratuita
  • Horário de funcionamento: terça à sábado, das 10h às 17h30, domingo das 11 horas às 17h30
  • Endereço: Plaza de Armas 951, Santiago, Región Metropolitana, Chile
  • Localização: estação do metrô Quinta Normal, no Parque Quinta Normal.

Museu Histórico Nacional

O prédio que abriga o Museu Histórico Nacional foi fundado em 2 de maio de 1911. Seu edifício era a Audiência Real e em setembro de 1982, o Palácio da Audiência Real foi inaugurado como a nova sede do Museu Histórico Nacional.

O museu retrata toda a história do Chile através das exposições através de 18 salas temáticas.Sua missão é proporcionar à comunidade nacional e internacional o acesso ao conhecimento da história do país, para que nela seja reconhecida a identidade do Chile.

Objetos do mundo rural, pinturas a óleo, peças mapuche, carruagem, roupas e até revólver são um pouco do que pode ser visto ao circular pelo Museu.

É possível subir ao alto da torre, através de uma estreita escada em caracol.  

Serviços

  • Entrada livre
  • Horário de funcionamento: terça à sábado, das 10h às 17h30, domingo das 11 horas às 17h30
  • Endereço: Plaza de Armas 951, Santiago, Región Metropolitana, Chile
  • Localização: estação do metrô Quinta Normal, no Parque Quinta Normal.

Museu Interactivo Mirador

O Museu Interactivo Mirador é bastante interessante, principalmente se você estiver com crianças. Ele tem muitas curiosidades, é bem moderno e indicado para quem gosta de ciência e interação. Lá você aprende brincando.

Seu principal espaço é a Sala do Terremoto, onde se reproduz um sismo de magnitude 8 na escala Richter. Vale lembrar que o Chile é um dos países mais sísmicos do mundo.

O Museu Interactivo Mirador é uma coletânea composta por 11 salas interativas que expõem projetos de robótica, química, mineração, geografia, luminotécnica, sistema solar, energia e física.

Serviços

  • Entrada $ 2.700 pesos chilenos criança e $ 3.900 adulto
  • Horário de funcionamento: terça à domingo, das 9h30 às 18h30,
  • Endereço: Av. Punta Arenas 6711, La Granja, Región Metropolitana, Chile
  • Localização: Estação de Metro Mirador, linha Verde 5

Museu Nacional de Bellas Artes

O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA) foi inaugurado em setembro de 1880, e ocupa o atual prédio desde 1910. O Museo de Bellas Artes é uma das obras arquitetônicas mais bonitas de Santiago.

Com design neoclássico, o espaço reúne as principais obras de artistas locais e europeus. Uma curiosidade é que em sua faixada é possível ver um mosaico que faz referência a importantes arquitetos, pintores e escultores da história da arte mundial.

Com um acervo de 5.600 pinturas e esculturas. Elas são bem diversas, contanto com artistas nacionais e internacionais e indo desde os tempos da colônia até os dias de hoje.

Serviços

  • Entrada livre
  • Horário de funcionamento: terça à domingo, das 9h às 19h
  • Endereço: José Miguel de La Barra 650, Santiago, Región Metropolitana, Chile
  • Localização: Estação de Metro BellasArtes, linha Verde 5

 Museu Chileno de Arte Precolombino

No Museu Chileno de Arte Pré-Colombiana você vai encontrar diversos objetos e obras de artes da América do Sul e Central. Depois de muitos anos de negociação, o museu foi finalmente fundado em dezembro de 1981.

Ele funciona no Palácio de la Real Aduana que foi construído entre 1805 e 1807 no Centro de Santiago. O seu rico acervo está dividido em 7 categorias de região:

Mesoamericana (México, Guatemala, Honduras e El Salvado), Caribenha e Antilhas, Intermédia (Equador e Colômbia), Andes Central (Peru e Bolívia), Sul Andina (Chile e Argentina), Chaco Brasileiro e Fogo Patagônia.

Por lá, também é possível ver as múmias do povo Chinchorro, formado por pescadores que viveram há mais de 7 mil anos ao norte do Chile e sul do Peru. Há também esculturas Maias, tecidos Andinos e objetos de arte e cotidiano pré-hispânicos, incluindo os povos Incas e Astecas. É uma visita valiosa para estudiosos e amantes da história da América do Sul.

Serviços

  • Entrada $ 4.500 pesos chilenos
  • Horário de funcionamento: terça à domingo, das 10h às 18h
  • Endereço: Bandera 361, Santiago, Región Metropolitana, Chile
  • Localização: Estação de Metro Plaza de Armas, linha Verde 5

Museu la Chascona

La Chascona é uma das três casas que pertenceu ao poeta Pablo Neruda.

Localizada no bairro Bellavista, La Chascona reflete o estilo peculiar de Neruda, em particular seu amor pelo mar, e agora é um destino popular para os turistas. 

Neruda começou a trabalhar na casa em 1953 para sua então amante secreta, Matilde Urrutia, cujo cabelo encaracolado inspirava o nome da casa; chascona é uma palavra chilena de origem quéchua, em espanhol, que se refere a uma cabeleira rebelde.

Decorada com objetos adquiridos pelo mundo todo, a coletânea é complementada pela bela vista das janelas, que nos apresentam um bairro boêmio e rico.

As outras duas casas do poeta também são museus abertas. Uma fica em Isla Negra e a outra na cidade de Valparaíso.

Serviços

  • Entrada $ 7.000 pesos chilenos
  • Horário de funcionamento: terça à domingo, das 10h às 18h
  • Endereço: Fernando Márquez de La Plata 0192, Santiago, Providencia, Región Metropolitana, Chile
  • Localização: Estação de Metro Baquedano, combinação linha Verde 5 e linha vermelha 1

Obras Arquitetônicas da capital chilena

Santiago foi fundada pelo conquistador espanhol Pedro de Valdivia, no dia 12 de fevereiro de 1541, com o nome de 'Santiago de Nueva Extremadura' (em honra ao Apóstolo Santiago, santo patrono da Espanha). A cerimônia de fundação ocorreu no 'Cerro Huelén' (renomeado por Valdívia como Cerro Santa Lúcia). Assim, Pedro de Valdivia iniciou a conquista do Chile.

Até hoje Santiago guarda muitos prédios históricos e tem uma arquitetura que por si só vale o passeio.

Vamos apresentar alguns prédios que devem estar no roteiro de visita à capital Chilena.

Palacio de la Moneda

O Palacio de la Moneda foi projetado originalmente para abrigar a Casa da Moeda, quando o Chile era uma colônia espanhola. Devido à falta de recursos do governo colonial, a Casa Real Espanhola entregou o projeto a um particular.

O palácio foi construído entre 1786 a 1812. O arquiteto responsável foi o italiano Joaquín Toesca. A Casa da Moeda foi inaugurada oficialmente em 1805. Suas paredes são construídas com pedras muito grandes, chegando a mais de um metro de largura, para dar à construção a resistência necessária aos frequentes abalos sísmicos que ocorrem em Santiago.

Na realidade, o Palácio de La Moneda é uma das poucas construções da era colonial que ainda permanecem em pé na capital chilena.

O museu é uma das poucas casas do governo abertas à visitação, e reúne em sua galeria muitas esculturas e arquivos históricos.

Um dos pontos altos da visitação é a Troca da Guarda, que ocorre a cada dois dias, sempre às 10h, e aos finais de semana, às 11h. A cerimônia se assemelha a troca de guarda real da Inglaterra.

No subsolo do Palácio funciona o Centro Cultural La Moneda, um espaço dedicado a mostra de arte, cinema e de arquitetura moderna equipada para ser um local de descanso, lazer e trabalho para muitos chilenos e turistas.

Tribunales de Justícia

O Tribunales de Justícia, ou o Tribunal de Justiça de Santiago é o edifício que abriga o Supremo Tribunal do Chile, a Corte de Apelações de Santiago, a corte marcial Tribunal do exército chileno, da Força Aérea Chilena e Carabineros de Chile. 

Declarada Monumento Nacional em 1976, esta obra de estilo neoclássico que data do início do século XX é um símbolo do desenvolvimento imobiliário do Estado do Chile.

A entrada principal do edifício é emoldurada por um pórtico de duas camadas que é suportado por colunas dóricas de um andar no nível inferior. O pórtico é coroado por um frontão triangular contendo a figura de um condor em um livro aberto com a palavra LEX (latim para a lei) esculpida sobre ele.

Catedral Metropolitana de Santiago

A Catedral Metropolitana de Santiago é a sede da Arquidiocese de Santiago do Chile e o principal templo católico romano no país. Sua construção iniciou-se em 1748. Ela é dedicada a Assunção da Virgem Santíssima.

Ao fundar a cidade de Santiago, Pedro de Valdivia reservou um espaço destacado na Plaza de Armas para a construção de um templo. Muitos templos precederam o que existe atualmente. O atual templo foi, na verdade, o quinto a ser construído no local. 

Em suas dependências, é possível conferir os túmulos de vários nomes importantes do clero chileno e de figuras históricas do país, como Diego Portales, o organizador da república.

A obra foi declarada Monumento Nacional em 1951, e tem em destaque o altar todo lapidado em mármore branco e detalhes em Lápis-lazúli – pedra regional e valiosa – e também em bronze puro.

Plaza de Armas

Visitar a Plaza de Armas é uma obrigação para todo turista que vai à Santiago e é o ponto que mais retrata a história do Chile.

A Plaza de Armas é a principal praça de Santiago e o núcleo do centro histórico da cidade. É daqueles pontos turísticos mais conhecidos e visitados da capital chilena. 

 Ela surgiu junto com a fundação da cidade de Santiago, em 12 de fevereiro de 1541, e é considerada seu marco zero. Inicialmente, era uma quadra totalmente plana e somente em 1860 o local foi arborizada seguindo os padrões arquitetônicos europeus.

Na esquina entre as ruas Paseo Puente e Catedral encontra-se a Catedral Metropolitana de Santiago

Ao lado norte da praça encontramos três antigos edifícios governamentais:

  • Correo Central – que antes era a casa de Pedro de Valdivia
  • Museo Histórico Nacional - antes era o Palacio de la Real Audiencia
  • La Ilustre Municipalidad de Santiago – antiga prisão colonial, demolida e reconstruída após um incêndio.

 A Plaza de Armas também tem diversos monumentos históricos.

 Mercado Central

O Mercado Central é um prédio construído em 1869. Toda estrutura de ferro foi construída em Glasgow, na Escócia, e trazida em partes. Fica bem perto da Plaza de Armas e vale a pena dar uma conferida na arquitetura.

 O mercado é famoso por seus restaurantes especializados em peixes e frutos do mar.

 Cerros e Parques em Santiago do Chile

Se você andou pesquisando sobre a capital chilena já deve ter percebido que Santiago está repleta de parques e Cerros e podemos dizer que um é mais lindo que o outro, todos sempre bem cuidados e muito visitados por turistas e pelos próprios chilenos.

Não importa a época que você está visitando Santiago, você pode apreciar um parque e voltar em outra estação e vai parecer que está em um lugar diferente.

Entre os parques e Cerros mais famosos e visitados estão:

  • Parque Bicentenário
  • Parque Metropolitano - Cerro San Cristóbal
  • Parque Araucano
  • Cerro Santa Lucía

Parque Bicentenário

O Parque Bicentenário situa-se na região de Vitacura e o nome é uma homenagem aos 200 anos da Independência Chilena.

O espaço conta com trilhas para caminhadas, aparelhos de ginástica, brinquedos para as crianças, mas uma das principais atrações é o lago de cisnes e flamingos que encanta muito os turistas, por suas belezas naturais.

Bem pertinho do Lago dos flamingos tem um lago de peixes que você pode alimentá-los com a ração especial que tem em uma máquina que você coloca as moedas, é como aquelas máquinas de chicletes. As crianças adoram colocar as moedas e pegar a ração para oferecer aos peixinhos.

A área do Parque Bicentenário conta com mais de 4.000 árvores, sendo sua grande maioria de espécies nativas. Se você estiver fazendo um tour com certeza o guia vai te contar a história da Palma Chilena, uma palmeira nativa que está listada como uma espécie vulnerável.

O parque conta ainda com outros atrativos, como um jardim para cegos, um tabuleiro de xadrez gigante e áreas específicas para piquenique.

Como Chegar ao Parque Bicentenário

O Parque Bicentenário fica na Avenida Bicentenário, 3.800 – Vitacura e conta com três acessos, um em cada ponta e um no meio: Perez Zujovic, Alonso de Córdova (meio) e Isabel Montt.

Embora não tenha uma estação de metrô tão próxima, a das imediações está a cerca de 2 quilômetros - a Tobalaba, que fica em frente ao Costanera Center.

O Parque fica aberto e a entrada é grátis.

Parque Araucano

Situado na região mais nobre da capital Chilena o Parque Araucano fica no bairro Las Condes e bem ao lado do Shopping Parque Arauco.

O parque tem duas paisagens distintas que podem ser observadas dentro do parque com suas diversas espécies plantadas como também a paisagem vista de dentro para fora, por a área é cercada de prédios gigantescos.

Durante o verão o parque vira palco de eventos, músicas ao vivo, feiras de artesanato e claro muitos adeptos de caminhada, pedaladas e piqueniques ao ar livre.

O Parque tem uma linda passarela, a “Puente Entre Parques”, que oferece uma linda vista e um local ideal para aquela foto de recordação. Ideal para a família toda o parque possui pistas de skate, quiosques para o seu piquenique, área de jogos infantis, quadras de basquete e de futebol, áreas para caminhada, um rosedal que fica lindo na primavera, diversos brinquedos para as crianças e no inverno ainda funciona uma pista de patinação no parque.

O Parque Araucano também oferece um complexo com cafés, restaurantes, centro de eventos, um parque de crianças KidZania e o Selva Viva, que recria uma floresta tropical. 

Então vale a pena tirar um dia para conhecer o Parque Araucano com a família toda.

Como Chegar ao Parque Araucano

O Parque Araucano fica na Presidente Riesco 5.698, Las Condes.

As entradas do Parque Araucano ficam nas avenidas Cerro Colorado, Presidente Riesco e Manquehue. Ele está aberto diariamente das 9h às 21h e a entrada é grátis.

Parque Metropolitano – Cerro San Cristóbal

O Parque Metropolitano engloba diversos parques e o Cerro San Cristóbal. Então se você quer passar por lá o ideal é que dedique um dia a essa região, pois tem muita coisa boa e bonita para ver.

O parque é composto por outras seis áreas além do San Cristóbal: os cerros Chacarillas e Los Gemelos, Tupahue, Lo Saldés, Pirámides e Bosque Santiago. Todo esse espaço cobre 772 hectares nos bairros Huechuraba, Recoleta, Providencia e Vitacura, fazendo desse um dos maiores parques urbanos no mundo.

O Parque Metropolitano conta com quadras esportivas, trilhas, áreas reservadas para churrasco e piquenique, duas piscinas públicas, Jardim Japonês, anfiteatro, e muita atividade para as crianças e uma das que mais se destaca é o Zoológico Nacional.

O Cerro San Cristóbal oferece suas atrações a parte entre elas estão o passeio de funicular, o teleférico e a visita à Estátua da Virgem Maria de 22 metros, inaugurada em 1908.

Como Chegar ao Parque Metropolitano

Se vai subir o de funicular a entrada fica pela Pío Nono 450, P 2, Recoleta, Región Metropolitana, se vai de teleférico a entrada fica na Rua Pedro de Valdivia.

O Parque Metropolitano abre diariamente das 8h30 às 20 horas, no horário de verão e no inverno fecha uma hora mais cedo. A entrada é grátis.

O Parque abre diariamente, mas o teleférico fecha às segundas-feiras. Já as demais atrações têm horários de funcionamento específico e valores de ingresso cobrados a parte.

Cerro Santa Lucía

Localizado na área central de Santiago está o Cerro Santa Lucía. Foi nesse lugar que a cidade foi fundada, no dia 13/12/1540, dia de Santa Luzia - por isso o nome.

Antigamente era um morro sem vegetação chamado pelos indígenas Mapuches de Huelén, que significa dor.

O morro foi utilizado como fortaleza durante um longo período de guerras entre as forças leais ao rei da Espanha e os patriotas que procuravam a independência da coroa.

O local possui um belo mirante de Santiago e arredores de onde é possível avistara a Cordilheira dos Andes no horizonte e alguns binóculos para ver a capital em detalhes. O percurso conta com esculturas, murais e uma fonte inspirada na Fontana di Trevi em Roma.

Bairros turísticos em Santiago do Chile

Santiago oferece diversas atrações. E alguns bairros merecem um turismo a parte.

  • Bairro Lastarria,
  • Paris - Londres
  • Providência
  • Bellavista

Bairro Lastarria

O bairro Lastarria é uma mistura de cultura e gastronomia.

Lastarria é um bairro histórico e muito turístico, além de possuir atividades culturais, teatros, museus, bares, sorveterias e cafeterias. 

Outra atividade muito concorrida é visitar a feirinha de antiguidades que acontece na Praça Mulato Gil de Castro aos domingos.

Paris – Londres

O bairro Paris - Londres, chamado assim por conta dos nomes das ruas e arquitetura que lembram a Europa. As ruas de paralelepípedos e as luminárias de cor amarela fazem uma perfeita combinação nas tardes de Santiago.

É inacreditável, como a um quarteirão da Avenida Alameda, entrado pela rua da igreja San Francisco, parece que você está literalmente em outra cidade.

O bairro é um charme e merece a visita.Ideal para se hospedar e claro tomar um delicioso café pelos arredores.

Bairro Providência

O bairro Providência fica em uma área semi nobre de Santiago. É neste bairro que o famoso prédio Sky Costanera Center, maior prédio da américa latina, está localizado.

Em Providência é possível encontrar de tudo um pouco. Restaurantes para todos os gostos, lojas, lanchonetes e suas ruas são bastante seguras.

Devido aos diversos hotéis na região é uma área que costuma estar sempre cheia de turistas.

Bellavista

É em Bellavista que se encontra o Cerro San Cristóbal e a La Chascona, casa do poeta Pablo Neruda.

Este bairro é bastante boêmio e conhecido por sua decoração com artes de rua em cores vibrantes e chamativas.

 Também é o bairro preferido dos que buscam ter uma vida noturna animada, pois oferece ótimos bares, clubes e restaurantes.

Passeios imperdíveis

Santiago oferece diversas atrações e existem algumas que não podem ficar de fora do seu roteiro então anote aí:

  • City Tour
  • Pistas de Ski
  • Portillo
  • Valle Nevado
  • Parque Farellones
  • Viña del Mar y Valparaíso
  • Vinícolas
  • Cajon del Maipo Embalse el Yeso + Termas

City Tour

Santiago é uma das capitais mais modernas e com uma das melhores infraestruturas da América Latina. Uma cidade viva durante o dia e a noite, que mistura o antigo e o moderno e encanto os corações de turistas do mundo inteiro

Na parte central, os prédios históricos são bem conservados, imponentes e cheios de histórias para contar. Aliás, é pela parte central que iniciamos nosso City Tour na parte da manhã.

Um dos principais pontos da zona central da capital chilena são o Palácio de La Moneda, a rua Bandera, o Mercado Central, a Plaza de Armas onde estão alguns prédios como: a Catedral Metropolitana, e a Municipalidad de Santiago.

Na parte moderna da cidade, em bairros como Las Condes, Vitacura e parte de Providência os arranha-céus belíssimos e espelhados enviam uma mensagem clara: Santiago do Chile tem uma economia fortíssima.O Sky Costanera é o prédio mais alto da América Latina com 123i91m de altitude.

Nosso guia local te a companha o tempo todo, o que torna a sua experiência muito mais valiosa, já que ele vai te contar em detalhes a história de cada ponto e trazer muitas curiosidades sobre Santiago.

Principais pontos visitados

Cerro Santa Lucía

  • Plaza de Armas Santiago
  • Caminhada do Ex Congresso Nacional até a Plaza de la Constitución( La moneda)
  • Catedral Metropolitana de Santiago do Chile
  • Palácio La Moneda
  • Vista Panorâmica Santiago Moderno
  • Parque Bicentenário

Pistas de Ski

O Chile tem mais de uma dúzia de estações de esqui, espalhadas por todo o país. E as melhores ficam a poucas horas de distância de Santiago, na Cordilheira dos Andes.

São as estações de esqui de Valle Nevado, El Colorado, La Parva, Portillo e Parque Farellones.

Valle Nevado

A estação de ski Valle Nevado é a maior estação de ski da América do Sul. Em número de visitantes e é a estação de esqui e snowboard preferida dos brasileiros.

A estação possui uma infraestrutura completa para oferecer o máximo de diversão e conforto aos esportistas profissionais e amadores incluindo uma “Escola de Neve” onde é possível aprender e desenvolver habilidades no esqui e snowboard.

O local possui 34 pistas de esqui de quatro níveis diferentes, em um espaço de 9.000 hectares.

São 40 quilômetros de muitas descidas divertidíssimas. Na alta estação cerca de 800 pessoas trabalham no complexo.

Farellones

Imagine um lugar feito especialmente para se divertir na neve, esse lugar é Farellones, um verdadeiro parque de diversões na neve. O parque agrada tanto adultos quanto crianças com suas diversas atividades incríveis, entre elas:

  • Tubing
  • Ski bunda
  • Canopy
  • Bicicleta na neve
  • Teleférico

Além dessas atividades, Farellones tem excelentes pistas de ski, ideais para iniciantes. Você pode optar por comprar o ticket de entrarda que inclui uma hora de aula de ski ou snowboard e o aluguel dos equipamentos.

El Colorado

A estação de ski El Colorado fica um pouco mais de uma hora de carro de Santiago e é um charmoso e tradicional centro de ski.

E por causa da sua acessibilidade e dos preços, além da proximidade com os resorts de La Parva e Valle Nevado é a estação mais apreciada pelos chilenos.

Na estação de ski El Colorado você vai conhecer um centro de neve com pistas para todos os níveis de dificuldade e o Sunset Park, um incrível snowpark.

La Parva

A estação de ski La Parva está a 2.800 metros de altitude e é de fácil acesso, ficando a 40 quilômetros de Santiago.

A estação possui como diferencial ser a única que permite ter a vista incrível de todo o magnífico dos arredores de Santiago.

Porém, para chegar é preciso enfrentar muitas curvas. Algumas pistas de esqui se conectam com as do Valle Nevado e fica bem próxima também da estação El Colorado.

A estação La Parva também conta com 40 pistas divididas entre iniciantes, intermediário, avançado e expert e com vários teleféricos para curtir o visual imponente das montanhas chilenas.

Portillo

Portillo é um dos locais mais queridos pelos brasileiros. Em 2019 Ganhou popularidade e os corações dos turistas logo após o fechamento do Embalse el Yeso em Cajón del Maipo.

Portillo é uma estação de Ski, localizada perto da fronteira entre o Chile e a Argentina, no Paso Los Liberdadores, na Cordilheira dos Andes. Fica a 160 quilômetros de Santiago e além das pistas de ski também conta com um complexo de hotéis. Seu hotel está a uma altitude de 2.880 metros e os picos chegam a 3.330 metros.

Tanto no inverno quanto no verão a principal atração de Portillo é a maravilhosa Laguna del Inca.Localizada em meio à Cordilheira dos Andes, a laguna é responsável pelo charme da estação de ski de Portillo e por ganhar os corções dos brasileiros.

Viña del Mar y Valparaíso

Conheça o oceano pacífico neste passeio maravilhoso pelas cidades litorâneas de Viña del Mar e Valparaíso que ficam a cerca de 130 quilômetros de Santiago do Chile.

Viña del Mar

A cidade de Viña del Mar fica ao lado de Valparaíso. Pode-se dizer que é uma versão mais moderna e luxuosa de Valparaíso, com casinos, condomínios de luxo e casas de veraneio. A cidade apresenta uma extensa faixa de areia e a praia mais conhecida e frequentada é a Praia los Cañones.

É uma cidade com praias bem cuidadas e oferece atrações culturais como: o Museu Fonck, que traz um Moai verdadeiro da Ilha de Páscoa e o relógio das flores.

Roteiro do passeio


  • Viña del Mar centro
  • Relógio de Flores
  • Museu Fonk(Moai da ilha de Páscoa
  • Castelo Wolff( panorâmico)
  • Restaurante(almoço)

Valparaíso

Valparaíso é uma cidade litorânea, a terceira maior cidade do Chile, próxima de um milhão de habitantes e sede do poder legislativo chileno.

A cidade tem uma geografia única. A faixa de terra mais plana, próxima à costa, é bastante estreita. Isso fez com que a maior parte da população ocupassem as colinas. Valpraíso é muito famosa também pelas suas construções e ruas cheias de cores nos altos dos morros.

Os funiculares(espécie de elevador) foram criados para levar as pessoas até o alto das colinas e hoje se tornaram pontos turísticos da cidade.

A Casa de Pablo Neruda é um dos pontos turísticos mais famosos da cidade, sua casa está no alto de um morro com uma vista incrível da cidade.

Você ainda pode conhecer um pouco da cultura da cidade, como as belas arquiteturas de Plaza Soto Mayor e as embarcações do Museu Puerto Marítimo.

Roteiro do passeio em Valparaíso

  • Congresso Nacional
  • La Sebastiana/casa de Pablo Neruda ( Panorâmico)
  • Praça Sotomayor
  • Porto Valparaíso
  • Mirador 21 de Mayo

Passeios em Vinícolas

O Chile é um país privilegiado em termos de clima e geografia para a produção de vinhos de qualidade. As excelentes condições para o cultivo de uvas o tornou um dos maiores produtores de vinhos de qualidade do mundo.

Mesmo que você não seja muito fã da bebida dos deuses, você precisa visitar pelo menos uma de suas vinícolas.

Há centenas de vinícolas no Chile. Separamos aqui 4 opções localizadas em Santiago do Chile e região.

Vinícola Concha Y Toro

Fundada em 1883 por Don Melchor de Concha Y Toro, a Vinícola Concha Y Toro é uma das que mais recebe visitantes em seus tours guiados, que podem ser em inglês, português e espanhol. E não é pra menos: ela está entre as 10 maiores produtoras de vinho do mundo.

A vinícola é famosa mundialmente pela qualidade de suas vinícolas e pela excelência em vinhos e por isso foi reconhecida através de diversos prêmios.

Durante o tour na Vinícola Concha Y Toro é possível passear pelos jardins da antiga residência de verão da família Concha Y Toro, datada do final do século XIX, em seguida você vai conhecer a variedade de videiras que somam 26 espécies.

Se você estiver fazendo a visita durante o verão vai ficar ainda mais linda a visita com o parreiral coberto de uvas e folhas. Mas se estiver no inverno, não desanime, você vai poder degustar alguns dos excelentes vinhos produzidos na capital Chilena.

Durante o tour na vinícola Concha Y Toro você ainda vai conhecer as adegas e claro vai entrar na bodega do “Casillero del Diablo” e conhecer sua história, ou seria uma lenda? Só mesmo conferindo de perto para tirar suas próprias conclusões.

Então se quer uma ótima opção para visitação é a Vinícola Concha Y Toro.

Localização da Concha Y Toro

A Vinícola Concha Y Toro fica na Avenida Virginia Subercaseuaux, 210, em Pirque, uma Comuna a 22 quilômetros do Centro de Santiago.

Vinícola Undurraga

A Vinícola Undurraga também é bastante conhecida e foi fundada por Don Francisco Undurraga Vicuña em 1885 e está entre as mais antigas de Santiago.

A visita guiada pela Vinícola Undurraga leva aproximadamente uma hora e você vai poder descobrir a trajetória centenária da vinha e conhecer o parque Vineyerd. Os tours são acompanhados por guias em inglês ou espanhol.

Além de ter uma aula sobre a história do vinho, você vai visitar onde acontece a produção dos vinhos, desde a plantação até a produção e maturação. O interessante é que o processo da vinícola Undurraga ainda é manual. O que deixa a vinícola com aquele ar de fazenda do interior.

O lugar é bastante arborizado e a vinícola ainda guarda uma surpresa, além da degustação você pode decifrar os aromas na sala de cheiro. Um tanto diferente e inusitado.

Localização Vinícula Undurraga

A Vinícola fica no Vale Maipo, Camino a Melipilla no quilômetro 34, Talagante

Vinícola Emiliana

Conhecer a Vinícola Emiliana é passeio garantido para toda a família. Se você fica meio chateado de levar as crianças em vinícolas, esta com certeza elas vão adorar. É quase que um passeio em um zoológico onde poderão ser vistos pavões, ovelhas, galinhas, lhamas, entre outros bichinhos.

A vinícola Emiliana é orgânica, ou seja, 100% natural sem qualquer tipo de fertilizante em suas videiras. Cada uma das plantas e animais tem um papel importante para o bom andamento de toda a cadeia produtiva das uvas, com isso, é possível obter uvas de excelente qualidade para a fabricação dos vinhos.

Durante o tour os visitantes acompanham o plantio, conhecem toda a história e no final fazem 4 degustações de vinhos especias harmonizados com queijos e chocolates. Isso mesmo! Chocolates são considerados ótimas combinações com determinados vinhos.

Este é um passeio e uma experiência que vale muito ser feito.

Localização Vinícola Emiliana

A Vinícola Emiliana está localizada no Valle Casablanca na Ruta 68, estrada que liga Santiago às cidades litorâneas de Valparaísso e Viña del Mar. Cerca de 70 quilômetros da capital Santiago.

Vinícola Santa Rita

Mais uma vinícola que deve estar na sua lista para conhecer é a Vinícola Santa Rita.

Fundada em 1880 por Domingo Fernández Concha, foi ele quem introduziu finas cepas francesas no Vale do Maipo e passou a adotar um maquinário especializado.

A vinícola tem um sério compromisso com a qualidade dos seus vinhos; o que lhe redeu em 2010, pela décima vez consecutiva, o prestigioso título “Winery of the Year”, oferecido pela conceituada revista Wine & Spirits. 

A Santa Rita fica a cerca de 50 minutos da capital Chilena e durante o tour guiado em inglês, espanhol ou português você vai conhecer os jardins, o processo de elaboração dos vinhos, processo de engarrafamento conhecendo a “Adega 1”, primeira adega da vinícola e a “Adega dos 120 Patriotas”, onde você descobrirá a apaixonante história que dá nome a esta adega.

O tour finaliza é claro com a degustação de vinhos. Além de conhecer todo o processo de plantio e produção do vinho os visitantes ainda podem avistar belas paisagens.

Um diferencial da Vinícola Santa Rita é o tour feito de bicicleta. Então os amantes de esportes vão simplesmente amar pedalar pelo Vale do Maipo e ainda ter a belíssima Cordilheira dos Andes como paisagem. Não é incrível?!

Localização Vinícola Santa Rita

A Vinícola fica no Camino Padre Hurtado, nº 695, Buin. Cerca de 40 quilômetros da capital Chilena.

Cajon del Maipo e Salto el Yeso

Cajón del Maipo localiza-se a uma hora de Santiago do Chile, no coração dos Andes. A região é o local certo para dar uma escapadinha de Santiago do Chile e apreciar as montanhas.

Durante o caminho, ao adentrar nas proximidades da região de Cajón del Maipo começamos a perceber as belezas e a maravilha da cordilheira dos Andes. No horizonte, observamos os picos mais altos das montanhas que durante o inverno ficam forrados de neve. 

Na região é possível visitar diversos miradores, a capital da comuna San José del Maipo, o Túnel Tinoco e o Salto el Yeso. O Salto el Yeso é uma cascata maravilhosa localizada no rio Maipo. No mesmo local você desfrutará de um piquenique completo com vinhos chilenos, queijos, salames, sucos e outros snacks.

Cajón del Maipo e Salto el Yeso + Termas de Colina

As Termas de Colina combina relaxamento com aventura em um

ambiente único. As piscinas são dispostas em terraços escalonados

formados por depósitos de calcário que deixa a água termal, com

temperaturas entre 25 graus a mais fria, e 55 graus a mais quente.

As Termas de Colina localizam-se na região de Cajón del Maipo, porém durante o inverno a estrada fecha. Por isso este passeio é feito durante a primavera e verão.

 




voltar